sexta-feira, 29 de abril de 2011

Confiança restabelecida!

Boa tarde pessoal! Andei sumido esses últimos dias, eu estava super atarefado com provas na faculdade. 

Bem, agradeço os muitos comentários no último post. Valeu blogsfera... é muito bom poder compartilhar com vocês estes momentos de alegria! Não vou me arriscar a citar nomes dos amigos pra não correr o risco de esquecer de ninguém. Só não posso deixar de falar do convite feito pela mamãe Genis do Recanto das Mamães Blogueiras pra que eu integrasse a equipe do blog. Genis, pra mim seria uma honra imensa, um papai no meio da maternidade on line. Convite aceito com afinco.

Quanto à duvida geral em relação ao nome do bebê, ainda estamos debruçados nesta escolha, combinei com a esposa que este fim de semana a gente bate o martelo. Afinal, não dá pra ficar chamando o meninão mais de "MM baby's" né?

Como fizemos o ultra na terça, já tínhamos deixado a consulta marcada pra ontem. Eu comentei aqui, o dilema que a esposa estava vivendo em relação a GO. Estava tentada a mudar de médica, pois vinha encontrando dificuldades pra marcar as consultas, outras vezes achava a GO distante, o acolhimento tão importante nesta fase não estava a contento. Para superar este entrave, marcamos uma consulta com outra GO, Dra. Maria Tereza. Meiryele já a conhecia, pois tinha feito prevenção certa vez com ela, quando sua médica estava de férias. No início deste mês, lá fomos nós pra esta consulta. A minha impressão foi positiva em relação a conduta médica. Uma explicação aqui, outra ali. Fato é que não vi diferença relevante em relação a primeira GO que estava nos acompanhando. Nesta consulta inclusive, a médica nos assustou acerca de um sopro que Meiryele teve quando criança e que podia ter voltado. Ela solicitou uma avaliação com o cardio. Um ponto negativo foi quando falamos superficialmente sobre o parto, sobre a realização do procedimento pelo plano de saúde, sem precisar pagar a parte. Ela foi categórica e extremamente capitalista ao afirmar que a parte hospitalar, da internação, o plano cobria, mas que o serviço dela tinha que ser pago a parte, independente dela estar de plantão na maternidade {e ela dá plantão na maternidade}{A primeira GO, Dra. Flávia, só cobra se for necessário chamá-la fora do plantão}. Nem eu, nem a esposa gostamos da forma como as coisas foram colocadas. Mas ainda assim me mantive neutro, para que Meiryele decidisse qual médica iria nos acompanhar no restante da gravidez. Acabou que ela pesou os prós e os contras, decidindo fazer mais uma consulta com a primeira GO, pois estava disposta a permanecer com ela. Dra. Flávia era sua médica há muitos anos e este relacionamento acabou influenciando na escolha. 

Daí que ontem fomos lá e Meiryele voltou encantada e aliviada com a sua escolha. Decidimos permanecer com Dra. Flávia, a primeira GO. O acolhimento foi nota 10, as explicações detalhadas, nesta consulta sentimos que a confiança, ora abalada, estava restabelecida e que esta seria a GO responsável por trazer nosso baby ao mundo. 

Detalhes da consulta: Quase perco esta consulta, tive um prova de Macro II ontem 9:00 e a consulta estava marcada pra 9:30. Mas, com certo esforço, cheguei a tempo, já que a consulta atrasou meia hora. 
A GO, muito descontraída, me perguntou se Meiryele estava dando muito trabalho. Que esta era a fase boa pra dar trabalho: desejos impossíveis no meio da noite, muito dengo... Mas a esposa é uma grávida muito tranqüila. Quase {só um pouquinho} não dá trabalho.
Ela analisou o ultra recente e confirmou a boa evolução do feto, da placenta e do líquido. O colo está fechadinho, do jeitinho que deveria estar; o peso ainda me assusta, 200 g foram perdidas, mas a GO considerou aceitável esta perda. As cãibras começaram a aparecer, para tanto vamos manter uma dieta mais rica em cálcio e potássio. Pela 1ª vez a doutora colocou o aparelhinho sonar pra escutar o coraçãozinho do bebê lá no consultório, 148 bpm. Eu queria comprar um aparelho deste humpf, pra escutar lá em casa o coraçãozinho a toda hora. E a barriguinha está despontando mesmo, na consulta anterior a UF estava 6 cm e na consulta de ontem estava em quase 12 cm. 
Perguntei sobre o sopro cardíaco e a GO nos disse que é super comum aparecer um sopro durante a gestação, pois o coração da mamãe precisa bombear mais sangue e mais rapidamente pra fornecer ao bebê {matéria futura pra post}. E que se as taquicardias forem muito freqüentes, aí sim a gente procurasse o cardio. Na atual situação, não há necessidade. Ponto pra GO!

Enfim, a evolução gestacional está ótima e vamos caprichar mais na alimentação, tomar a vacina da gripe, veja aqui a importância da vacinação para grávidas, e aguardar pelos próximos passos, que são um novo ultra que vamos fazer no meio de maio {por conta própria, a dra. nem pediu}, a consulta do mês que vem e o ultra morfológico 2º trimestre, que já marcamos pra 15 de junho.     

Abraços e logo posto a decisão do nome do nosso "MM Baby's"!

 Fonte Imagem: www.google.images.com.

11 comentários:

Talita disse...

Olá papai, vou comentar rapidinho porque bateu uma fome gigante aqui (depois eu volto).
Existe um aparelhinho que deixa você ouvir e até gravar o coração do bebê, o nome é Angel Sounds.

Beijosss

Marcelo Vieira disse...

Oi Talita! Valeu pela dica, vou pesquisar já!!
Abraços!

Pris Gger disse...

Marcelo, o AngelSounds é maravilhoso. Comprei e comecei a usá-lo na 13ª semana. É muito bom escutar o bebê e msm depois que ele começa a mexer, às vezes, qdo ele dá uma paradinha e deixa a gente meio preocupado, o AngelSounds alivia ao ouvir o coração firme e forte lá dentro. Eu comprei o meu no Mercado Livre. Vale a pena!!! Abçs.

Genis disse...

Oi Marcelo!

A equipe ainda está analisando vc...rsrsrs mas da minha parte o convite está mais do que oficializado.
Bjs.

Felicidade disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Felicidade disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Felicidade disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Felicidade disse...

Oii Marcelo eu tive um susto com 14 semanas de gravidez e fui direto pra maternidade me bateu um alivio qnd ouvi o coraçãozinho da bb pelo aparelho que até então só dava pra escutar pela ultra.. uffa..
e quanto a perda de peso eu perdi 10kg no começo da gravidez acredita?
o bb sugava muito minhas energias, e a medica disse que era normal no começo pq o meu corpo não estava costumado com aquele corpo estranho...mas tmb enjoei muito e não tinha fome..
No mais é isso.. só compartilhando minha experiencia.. rs
beijoos

Talita disse...

Ter confiança no Obstetra é muito importante, eu passei por umas dificuldades no início com outra médica e decidi mudar, mesmo que nesse novo o parto seja cobrado por fora.
Preciso caprichar na alimentação também mas no meu caso é por estar engordando demais rs

Beijosssss e não fique muito tempo sem escrever =P

Fabiola disse...

Marcelo,
Confiar no médico é a 1a. etapa para que tudo dê certo.. eu tb troquei a minha logo que fui na 1a. consulta.. ela foi fria, calculista e extremamente capitalista (e já era paciente dela há 8 anos, imagine!).. mas eis que encontro outra, que é uma médica na mais completa acepção da palavra! e hj não a troco por nada!! um anjo!!!
Escolha direitinho o nome, hein?? :)
Abraços!

Alê disse...

Nossa, esse lance do nome é sempre complicado... Rola muita dúvida, mas é uma fase muito gostosa! Quanto ao médico, de fato, depois do pai é a pessoa mais importante na gestação... Bjos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...